RSS

VOCÊ SABE PARA QUE SERVE O SENSOR DE DETONAÇÃO ?

17 Dez

Durante o funcionamento do motor podem ocorrer combustões aleatórias (detonações) que popularmente são chamadas de “batidas de pinos”. Essas detonações podem prejudicar o rendimento e a vida útil do motor pois causam vibrações (ruídos) mecânicas nos cilindros de combustão que de acordo com tipo de motor podem variar em uma freqüência de 5 a 15 Khz.

sensor de detonação tem como principal função identificar o processo de detonação e informar a UCE (Unidade de Comando Eletrônico), que ao receber essa informação cria uma estratégia de atraso no ponto de ignição. Esse processo de identificação é realizado através de um cristal piezoelétrico que constitui o sensor de detonação.Uma vez desaparecida a detonação o sistema restabelece o valor de avanço de ignição estabelecido em cada tipo de injeção e motor.

Em sensores piezoelétricos, quando os materiais são expostos a um esforço mecânico, geram cargas elétricas, a partir disso o sensor é capaz de captar as vibrações de detonação e transformá-las em sinal elétrico que é enviado à UCE para poder atrasar o ponto de ignição e resolver o problema.

O sensor de detonação é parafusado no bloco do motor próximo aos cilindros de combustão.

O sensor de detonação é parafusado no bloco do motor próximo aos cilindros de combustão.

Para uma maior eficiência o sensor de detonação é parafusado no bloco do motor em uma posição próxima aos cilindros de combustão de forma que a detonação em qualquer cilindro seja captada o mais rápido possível pelo sensor.

Dos sinais provenientes de sensores, o de detonação é o mais difícil de ser analisado, devido a dificuldade de se isolar as demais vibrações existentes no motor. A solução encontrada foi a de estabelecer que a UCE, somente faria a “leitura” dos sinais do sensor de detonação dentro de uma pequena janela de tempo que estrategicamente a UCE comanda.

Para evitar interferência de sinais externos, em geral o cabo de ligação com a UCE é blindado com uma malha envolvente e aterrada.

Cuidados com a instalação

Na falta de sincronismo entre o fenômeno da combustão e a abertura das janelas da UCE pode ocorrer a detonação e a unidade de comando não corrigir o avanço de ignição. Por isso, é importante certificar-se do sincronismo do sensor de PMS (Ponto Morto Superior), ou da posição ideal do distribuidor. Com a estratégia da abertura de janelas, é possível à UCE atrasar o ponto de ignição apenas do cilindro em detonação, por exemplo, em um motor de 4 cilindros, ocorrendo a detonação em qualquer dos cilindros, o avanço a ser corrigido deverá ocorrer somente na quarta centelha após o fenômeno da detonação.

Como o sensor trabalha sentindo as deformações no bloco e transformando-as em sinal elétrico, é preciso que se observe:

  • O torque de aperto na fixação do sensor, pois a falta ou excesso de torque alteram a resposta do sensor. Torque de aperto: 2,0 a 2,5 (Kgf.m).
  • Se a superfície de contato do sensor com o motor encontra-se limpa. Muitas vezes o processo de oxidação dessa superfície pode“amortecer” o sinal, alterando sua amplitude e frequência, fazendo com que a UCE interprete como uma combustão normal e o avanço de ignição não seja corrigido.

Como testar o sensor de detonação?

Cabo do sensor de detonação.

Cabo do sensor de detonação.

Para realizar os testes no sensor de detonação é preciso observar os seguintes detalhes

  • Se há maus contatos de fios interrompidos entre os conectores do sensor e da UCE.
  • Verificar a integridade do cabo do sensor bem como de sua malha de blidagem. A malha deve estar aterrada.
  • Ficar atento com oxidações entre a face do sensor e o bloco do motor.
  • Não colocar arruelas ou calços entre às superfícies de contato do sensor e o bloco do motor.
  • Obedecer o aperto do sensor no bloco conforme o torque especificado.
  • Vibrações no motor provocadas por suportes, soltos (como do ar condicionado, alternador, etc) podem gerar sinal com a mesma frequência de detonação, confundindo a UCE.
  • Para a avaliação do sinal do sensor, geralmente é usado um osciloscópio, embora se tenha bens resultados utilizando-se um multímetro automotivo na escala volts-VAC.
Exemplo de sinal do sensor de detonação.

Exemplo de sinal do sensor de detonação.

O teste consiste em verificar a capacidade do sensor de detonação de captar vibrações provocadas pela detonação no motor. O osciloscópio deve ser ligado, em paralelo, ao fio de sinal do sensor.

Usando um objeto metálico, bata moderadamente nas proximidades do ponto de fixação do sensor no bloco do motor. A cada uma dessas batidas deverá aparecer um sinal onde os picos de tensão devem ultrapassar 0,6 volts.

Se a mesma medição for efetuada com um multímetro automotivona escala volts-VAC, observa-se que quanto maior for a frequência das batidas, maior a tensão medida pelo equipamento.

About these ads
 
1 Comentário

Publicado por em 17/12/2010 in Uncategorized

 

One response to “VOCÊ SABE PARA QUE SERVE O SENSOR DE DETONAÇÃO ?

  1. luis carlos

    26/11/2011 at 04:16

    muito bom essa aula parabens!!!!!

     

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.